Mamoplastia Redutora

Se sente desconfortável?

Dar à luz, amamentar, e, claro, o avanço da idade, contribuem para uma perda de elastina e colágeno, deixando mais óbvios os efeitos da gravidade. Mas isso é ainda mais evidente quando os seios são desproporcionalmente grandes.

Entre as principais queixas das mulheres que possuem seios muito grandes, estão:

Problemas nas costas – Muitas mulheres com seios grandes sofrem dores nas costas. Isto porque todo o peso da parte da frente do corpo é suportado pela coluna, que pode muitas vezes ceder à pressão e alterar a postura.

Dificuldade para realizar atividades desportivas – Além de uma atividade desportiva mais intensa aumentar as dores nas costas, o seio quando grande demais é um obstáculo à prática de exercícios que requerem muitos movimentos, como a corrida e natação.

Flacidez e seios caídos – O seio é essencialmente constituído por tecido glandular e tecido adiposo (gordura), sendo a queda (ptose), mais propensa nos seios maiores e pesados. Assim, as mamas vão progressivamente perdendo firmeza, o que a afeta a autoestima da mulher.

Problemas dermatológicos – Adicionalmente a todos os pontos anteriormente mencionados, os seios quando muito grandes podem também acarretar problemas dermatológicos, como erupções e infecções na pele.

Se sente desconfortável?

Dar à luz, amamentar, e, claro, o avanço da idade, contribuem para uma perda de elastina e colágeno, deixando mais óbvios os efeitos da gravidade. Mas isso é ainda mais evidente quando os seios são desproporcionalmente grandes.

Entre as principais queixas das mulheres que possuem seios muito grandes, estão:

Muitas mulheres com seios grandes sofrem dores nas costas. Isto porque todo o peso da parte da frente do corpo é suportado pela coluna, que pode muitas vezes ceder à pressão e alterar a postura.

Além de uma atividade desportiva mais intensa aumentar as dores nas costas, o seio quando grande demais é um obstáculo à prática de exercícios que requerem muitos movimentos, como a corrida e natação.

O seio é essencialmente constituído por tecido glandular e tecido adiposo (gordura), sendo a queda (ptose), mais propensa nos seios maiores e pesados. Assim, as mamas vão progressivamente perdendo firmeza, o que a afeta a autoestima da mulher.

Adicionalmente a todos os pontos anteriormente mencionados, os seios quando muito grandes podem também acarretar problemas dermatológicos, como erupções e infecções na pele.

O que é?

O que é?

A Mamoplastia Redutora é uma cirurgia indicada para redução do volume das mamas, quando estas se encontram em tamanho e peso que chegam a provocar dores nas costas, pescoço e alterações na coluna (falaremos mais das queixas, abaixo).

No entanto, esta cirurgia também pode ser realizada por questões estéticas, principalmente quando a mulher está insatisfeita com a aparência de seus seios.

Como é feita a Mamoplastia Redutora?

Antes do procedimento, são solicitados exames, incluindo a mamografia. Além de várias recomendações que terão de ser seguidas à risca.

Com anestesia geral, é feita a retirada do tecido mamário, gorduroso e pele de uma determinada região da mama, e em seguida, o remodelamento no formato natural da mama e diminuição da aréola.

Cicatrizes

As cicatrizes finais da mamoplastia redutora são, em sua grande maioria, em formato de âncora ou T invertido, que se inicia ao redor das aréolas e se complementa com uma linha vertical e outra horizontal, ficando esta última bem no sulco da mama.

Como todas as cicatrizes, ficam mais evidentes e avermelhadas nos primeiros dois meses e clareiam até o período de um ano, ficando mais discretas.

Duração

O tempo da mamoplastia, bem como em qualquer outra cirurgia plástica, pode variar bastante de acordo com as particularidades do procedimento. De uma maneira geral, uma cirurgia de mamoplastia demora entre 1 e 4 horas.

Associação a outros procedimentos

Associar a mamoplastia com alguma outra cirurgia plástica é uma prática comum. Isso porque pode apresentar diversas vantagens, tanto no que diz respeito ao lado financeiro quanto à recuperação dos procedimentos. É preciso apenas confirmar com o cirurgião plástico a possibilidade de associar as técnicas de interesse, visto que existem alguns fatores que precisam ser considerados, tais como: tempo das cirurgias, condições de recuperação, entre outros.

Contraindicações

A mamoplastia redutora não deve ser realizada em mulheres muito acima do peso, pois boa parte da mama é composta por gordura, que pode ser eliminada com uma dieta balanceada e exercícios físicos.

Como é feita a Mamoplastia Redutora?

Antes do procedimento, são solicitados exames, incluindo a mamografia. Além de várias recomendações que terão de ser seguidas à risca.

Com anestesia geral, é feita a retirada do tecido mamário, gorduroso e pele de uma determinada região da mama, e em seguida, o remodelamento no formato natural da mama e diminuição da aréola.


0/5


(0 Reviews)

Cicatrizes

As cicatrizes finais da mamoplastia redutora são, em sua grande maioria, em formato de âncora ou T invertido, que se inicia ao redor das aréolas e se complementa com uma linha vertical e outra horizontal, ficando esta última bem no sulco da mama.

Como todas as cicatrizes, ficam mais evidentes e avermelhadas nos primeiros dois meses e clareiam até o período de um ano, ficando mais discretas.


0/5


(0 Reviews)

Duração

O tempo da mamoplastia, bem como em qualquer outra cirurgia plástica, pode variar bastante de acordo com as particularidades do procedimento. De uma maneira geral, uma cirurgia de mamoplastia demora entre 1 e 4 horas.


0/5


(0 Reviews)

Associação a outros procedimentos

Associar a mamoplastia com alguma outra cirurgia plástica é uma prática comum. Isso porque pode apresentar diversas vantagens, tanto no que diz respeito ao lado financeiro quanto à recuperação dos procedimentos. É preciso apenas confirmar com o cirurgião plástico a possibilidade de associar as técnicas de interesse, visto que existem alguns fatores que precisam ser considerados, tais como: tempo das cirurgias, condições de recuperação, entre outros.


0/5


(0 Reviews)

Contraindicações

A mamoplastia redutora não deve ser realizada em mulheres muito acima do peso, pois boa parte da mama é composta por gordura, que pode ser eliminada com uma dieta balanceada e exercícios físicos.


0/5


(0 Reviews)

Recuperação

Pacientes submetidas à redução de mamas devem permanecer em repouso absoluto por cerca de 3 a 4 dias, evitando elevar os braços acima do nível dos ombros por duas semanas. A utilização de um sutiã apropriado por 2 meses é recomendada para permitir a cicatrização dos tecidos na posição ideal e acelerar a reabsorção do inchaço.

Os pontos são removidos após aproximadamente 15 dias e o retorno às atividades físicas costuma ser permitido após um mês. Qualquer modalidade esportiva que utilize os braços de forma intensa deve ser evitada por dois meses.

Geralmente a recuperação de uma cirurgia plástica causa desconfortos. No entanto, na maioria dos casos, apenas a administração de analgésicos simples, orientados pelo cirurgião plástico, é suficiente para alívio da dor.


0/5


(0 Reviews)

Pós-operatório

O resultado são mamas mais altas, firmes e naturais realçando a autoestima. As proporções entre o volume da nova mama (menor) e o tamanho do tórax da paciente deverão ser equilibradas, a fim de obtermos a maior harmonia estética possível.

Apesar do resultado imediato ser muito satisfatório, somente entre o 6° e 12º mês é que as mamas atingirão sua forma definitiva.

Cirurgia de remoção da mama no homem

No caso do homem, a mamoplastia redutora é feita em casos de ginecomastia – caracterizada pelo aumento das mamas no homem e normalmente é removida a quantidade de gordura localizada na região do peito.


0/5


(0 Reviews)

Recuperação

Pacientes submetidas à redução de mamas devem permanecer em repouso absoluto por cerca de 3 a 4 dias, evitando elevar os braços acima do nível dos ombros por duas semanas. A utilização de um sutiã apropriado por 2 meses é recomendada para permitir a cicatrização dos tecidos na posição ideal e acelerar a reabsorção do inchaço.

Os pontos são removidos após aproximadamente 15 dias e o retorno às atividades físicas costuma ser permitido após um mês. Qualquer modalidade esportiva que utilize os braços de forma intensa deve ser evitada por dois meses.

Geralmente a recuperação de uma cirurgia plástica causa desconfortos. No entanto, na maioria dos casos, apenas a administração de analgésicos simples, orientados pelo cirurgião plástico, é suficiente para alívio da dor.

Pós-operatório

O resultado são mamas mais altas, firmes e naturais realçando a autoestima. As proporções entre o volume da nova mama (menor) e o tamanho do tórax da paciente deverão ser equilibradas, a fim de obtermos a maior harmonia estética possível.

Apesar do resultado imediato ser muito satisfatório, somente entre o 6° e 12º mês é que as mamas atingirão sua forma definitiva.

Cirurgia de remoção da mama no homem

No caso do homem, a mamoplastia redutora é feita em casos de ginecomastia – caracterizada pelo aumento das mamas no homem e normalmente é removida a quantidade de gordura localizada na região do peito.

FAQ

Há perigo nesta operação?

Raramente a cirurgia plástica mamária sofre complicações sérias. Isto se deve ao fato de se preparar devidamente cada paciente, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação desta cirurgia, simultaneamente a outras. O perigo não é maior ou menor que viajar de avião, automóvel, ou atravessar uma via pública.

O pós-operatório é muito doloroso?

Em geral não, desde que você obedeça às instruções médicas, principalmente no que tange à movimentação dos braços, esforços e demais cuidados nos primeiros dias.

A cirurgia deixa cicatrizes?

Toda cirurgia plástica deixa cicatrizes, porém as cicatrizes ficam situadas em áreas não expostas. No caso da mamoplastia, a cicatriz dependerá do tipo de mama e quantidade de tecido a ser retirado. Desta forma, a cicatriz pode ser em “T”, “L” ou periareolar.

A gravidez estraga o resultado da cirurgia plástica?

Na maioria das vezes o prejuízo é muito pequeno porque com a redução cirúrgica a quantidade de glândula é menor, consequentemente o aumento do volume mamário também é menor. Quando ocorre queda, pode-se realizar uma cirurgia de pequena dimensão para recuperar o resultado inicial.

Qual tempo de internação?

De 12 a 24 horas de internação.

Agende uma
consulta

Agende agora sua consulta

0/5 (0 Reviews)