Otoplastia

Sua orelha te incomoda?

Dumbo, orelhudo, orelha de burro. Muitos são os apelidos dados para quem sofre com as orelhas de abano.

Claro que, qualquer tipo de ofensa jamais deve ser aceita e é preciso sempre tomar providências à respeito, mas seja pela saúde física ou psicológica, a orelha de abano, indesejada por muitos, pode e deve ser corrigida.

Ela pode se apresentar de várias maneiras, com graus mais ou menos intensos. Porém, nem sempre o grau da alteração anatômica se correlaciona ao incômodo gerado por esta malformação. Há pacientes que com leve abano, nunca usam cabelo preso ou curto. Nos meninos é comum deixar o cabelo cobrir as orelhas.

Seja qual for o caso, a Otoplastia se mostra uma ótima solução.

Sua orelha te incomoda?

Dumbo, orelhudo, orelha de burro. Muitos são os apelidos dados para quem sofre com as orelhas de abano.

Claro que, qualquer tipo de ofensa jamais deve ser aceita e é preciso sempre tomar providências à respeito, mas seja pela saúde física ou psicológica, a orelha de abano, indesejada por muitos, pode e deve ser corrigida.

Ela pode se apresentar de várias maneiras, com graus mais ou menos intensos. Porém, nem sempre o grau da alteração anatômica se correlaciona ao incômodo gerado por esta malformação. Há pacientes que com leve abano, nunca usam cabelo preso ou curto. Nos meninos é comum deixar o cabelo cobrir as orelhas.

Seja qual for o caso, a Otoplastia se mostra uma ótima solução.

O que é?

O que é?

A Otoplastia refere-se a plástica das orelhas. Ela pode melhorar a forma, a posição ou as proporções das orelhas. No âmbito funcional, ‘’orelhas de abano’’ como são popularmente conhecidas, não costumam causar danos, mas, no aspecto psicológico, pode ser devastador.

A cirurgia é indicada também em indivíduos com defeito na estrutura das orelhas presente desde o nascimento, que se torna aparente com o desenvolvimento, ou em orelhas deformadas causadas por lesão.
A Otoplastia, de forma geral, cria uma forma natural, promovendo equilíbrio e proporção às orelhas e à face.

Benefícios

Minimizar deformidades, tentar reduzir assimetrias de forma, tamanho e angulação em casos de orelhas de abano, orelhas mal formadas de nascença ou que sofreram deformidades após um traumatismo. Assim, ela pode ser considerada uma cirurgia tanto reparadora quanto estética.

A correção de ‘’orelhas de abano’’ é importante quando se lida com a saúde emocional do indivíduo e sua correção pode interferir positivamente na autoestima e qualidade de vida.

Como é realizada?

A anestesia usada pode ser local, local com sedação ou geral, dependendo da recomendação médica.

Realizada por meio de uma incisão localizada estrategicamente no sulco atrás da orelha, é realizada a retirada do excesso de pele e em seguida é feito o ligamento da cartilagem, para deixá-la mais flexível.

Em alguns casos pode ser feita a retirada de cartilagem para diminuição da orelha.

Em geral, os pontos de fixação são internos e absorvíveis, não precisam, portanto, ser retirados.

A cirurgia pode durar cerca de uma hora e o tempo de internação pode variar de um a dois dias.

Para quem é indicada?

A idade mínima para esta cirúrgica especificamente situa-se entre seis e sete anos de idade. Isso porque nessa faixa etária já houve finalização do crescimento das orelhas.

Por esse motivo, a indicação para a Otoplastia é baseada no grau de incômodo que o paciente apresenta. Ela deve ser considerada como reparadora, quando tenta corrigir um defeito, e ao mesmo tempo estética, pensando-se na busca pela harmonia de forma, volume e posição.

Benefícios

Minimizar deformidades, tentar reduzir assimetrias de forma, tamanho e angulação em casos de orelhas de abano, orelhas mal formadas de nascença ou que sofreram deformidades após um traumatismo. Assim, ela pode ser considerada uma cirurgia tanto reparadora quanto estética.

A correção de ‘’orelhas de abano’’ é importante quando se lida com a saúde emocional do indivíduo e sua correção pode interferir positivamente na autoestima e qualidade de vida.


0/5


(0 Reviews)

Como é realizada?

A anestesia usada pode ser local, local com sedação ou geral, dependendo da recomendação médica.

Realizada por meio de uma incisão localizada estrategicamente no sulco atrás da orelha, é realizada a retirada do excesso de pele e em seguida é feito o ligamento da cartilagem, para deixá-la mais flexível.

Em alguns casos pode ser feita a retirada de cartilagem para diminuição da orelha.

Em geral, os pontos de fixação são internos e absorvíveis, não precisam, portanto, ser retirados.

A cirurgia pode durar cerca de uma hora e o tempo de internação pode variar de um a dois dias.


0/5


(0 Reviews)

Para quem é indicada?

A idade mínima para esta cirúrgica especificamente situa-se entre seis e sete anos de idade. Isso porque nessa faixa etária já houve finalização do crescimento das orelhas.

Por esse motivo, a indicação para a Otoplastia é baseada no grau de incômodo que o paciente apresenta. Ela deve ser considerada como reparadora, quando tenta corrigir um defeito, e ao mesmo tempo estética, pensando-se na busca pela harmonia de forma, volume e posição.


0/5


(0 Reviews)

Complicações

São raras na Otoplastia. Porém como toda cirurgia tem seus riscos, podemos citar: hematoma, infecção, deiscência (abertura da sutura), cicatriz hipertrófica (exacerbada) e problemas anestésicos.


0/5


(0 Reviews)

Resultados

Quando é retirado o curativo, pode ser observado cerca de 60% de melhora, pois há vermelhidão e inchaço, considerados normais para o pós-operatório imediato.

Em quinze dias já estará bem mais desinchado, e vai desinchando até seis meses, quando o resultado será o definitivo.


0/5


(0 Reviews)

Complicações

São raras na Otoplastia. Porém como toda cirurgia tem seus riscos, podemos citar: hematoma, infecção, deiscência (abertura da sutura), cicatriz hipertrófica (exacerbada) e problemas anestésicos.

Resultados

Quando é retirado o curativo, pode ser observado cerca de 60% de melhora, pois há vermelhidão e inchaço, considerados normais para o pós-operatório imediato.

Em quinze dias já estará bem mais desinchado, e vai desinchando até seis meses, quando o resultado será o definitivo.

FAQ

Com que idade pode ser realizada a Otoplastia?

Tendo em vista que não se deve operar estruturas ainda em desenvolvimento e que as orelhas apresentam-se quase completamente desenvolvidas em torno dos 5 a 6 anos de idade. É a partir desta idade que a cirurgia deve ser realizada. O que também coincide com a idade escolar de alfabetização, quando a criança começa a se incomodar com as orelhas proeminentes.

Há o risco das ‘’orelhas de abano’’ voltarem?

Quando devidamente conduzida a cirurgia e os cuidados do pós operatório, o resultado será definitivo. Lembrando que uma leve simetria pode ocorrer, já que mesmo as pessoas não operadas, não apresentam simetria absoluta. Porém, até 2 meses, pode haver comprometimento do resultado em caso de tração, trauma ou manipulação das orelhas.

Quando poderei observar o resultado definido?

Logo após a cirurgia já se pode ver cerca de 70% do resultado. Com 2 meses, a forma da orelha já costuma estar a final, mas a cicatriz ainda não amadureceu. O resultado final aparece após 6 meses.

Qual o tempo de internação?

O paciente pode receber alta no mesmo dia ou no dia seguinte à cirurgia.

Como funciona o retorno às atividades para crianças?

Em crianças, dependendo do tipo de correção na orelha e se houver maior inchaço, recomenda-se aguardar uma semana para voltar à escola, para evitar o risco de trauma nas orelhas recém-operadas. Nos casos mais simples, pode-se retornar às aulas em três dias, apesar de costumar haver inchaço até 3 semanas. Atividades esportivas deverão esperar por ao menos 30 dias.

Agende uma
consulta

Agende agora sua consulta

0/5 (0 Reviews)