Peelings Químicos

Pele sem marcas de acne e melasma!

Nossa pele fica exposta a muitas impurezas no dia a dia como poluição, incidência solar, resíduos e, no caso das mulheres, a maquiagem. Com o tempo, a tendência é que sua pele fique oleosa, com os poros abertos que resultam o surgimento de acnes e até inflamações.

Cravos e espinhas costumam causar grande incômodo, principalmente porque, na maioria das vezes, as soluções caseiras não resolvem o problema de fato. No caso das espinhas, se não forem tratadas com os cuidados corretos, podem deixar marcas permanentes no rosto.

Para isso, existem procedimentos como o Peeling Químico.

 

Pele sem marcas de acne e melasma!

Nossa pele fica exposta a muitas impurezas no dia a dia como poluição, incidência solar, resíduos e, no caso das mulheres, a maquiagem. Com o tempo, a tendência é que sua pele fique oleosa, com os poros abertos que resultam o surgimento de acnes e até inflamações.

Cravos e espinhas costumam causar grande incômodo, principalmente porque, na maioria das vezes, as soluções caseiras não resolvem o problema de fato. No caso das espinhas, se não forem tratadas com os cuidados corretos, podem deixar marcas permanentes no rosto.

Para isso, existem procedimentos como o Peeling Químico.

 

O que é?

O que é?

A palavra peeling é originada do inglês “to peel”, que significa descamar ou descascar. Isso porque o objetivo do procedimento é renovar as células da pele por meio da descamação.

Esse é um tratamento muito eficaz para rugas, manchas e até mesmo para a oleosidade. O peeling pode ser de dois tipos: físico ou químico.

O peeling físico se dá por meio de agentes que induzem a descamação, desde lixas e cremes abrasivos até aparelhos que realizam uma microabrasão na pele por fluxo de cristais – peeling de cristal – ou lixas de pontas de diamantes – peeling de diamante.

É um método indolor, seguro e por meio do qual o paciente percebe melhora imediata no tônus, textura e pigmentação da pele

Peelings químicos são feitos com a aplicação de agentes, como os ácidos salicílico e retinóico, que removem as camadas superficiais da pele, para que depois ela se regenere com uma aparência melhor.

Eles são utilizados para a atenuação de rugas, manchas e, também, no auxílio do tratamento de sinais da acne.

Como funciona o Peeling Químico

O procedimento, que dura cerca de trinta minutos, é realizado no próprio consultório e consiste em um tratamento onde são aplicados ácidos sobre a pele.

A intenção é acelerar o processo de renovação celular a partir das camadas mais profundas da pele, ao mesmo tempo em que são eliminadas as camadas mais superficiais e ‘’envelhecidas’’.

Com isso, promove-se o crescimento de uma pele mais lisa e firme e origina-se uma pele mais clara e renovada.

 

Indicações para o Peeling Químico

  • Rugas;
  • Acne ou cicatrizes de acne;
  • Pele danificada pelo sol;
  • Pigmentação irregular da pele;
  • Cicatrizes.
  • Melasma.

Pacientes que apresentem alguma doença de pele ou infecção ativa não devem ser submetidos ao peeling.

Peeling Químico para marcas de acne

O ato de apertar e espremer cravos e espinhas deixam marcas no rosto, que são as cicatrizes de acne. Estas podem ser pequenos furinhos espalhados na testa, bochechas, lateral da face e no queixo, que não saem sozinhas, necessitando de tratamento específico.

O melhor tratamento para estes casos, é o peeling químico, uma vez que ele ajuda a retirar as camadas danificadas de pele, promovendo o crescimento de uma camada nova.

Tipos de Peeling

Os peelings podem ser dos seguintes tipos:

Peeling químico superficial: este é o tipo mais simples, onde a camada mais externa da pele é removida. Ele é ideal para clarear manchas e tratar rugas mais finas.

Peeling químico médio: neste caso, são utilizados tipos de ácidos capazes de atingir até a camada média da pele, clareando manchas, tratando rugas finas e marcas de acnes superficiais.

Peeling químico profundo: são removidas as camadas de pele até o nível interno. Ele provoca a formação de muitas crostas e o pós-peeling exige um cuidado maior do paciente. Este tipo de peeling é recomendado para tratar cicatrizes profundas, rugas profundas e peles bem danificadas pelo sol.

 

Sessões

Não existe um número de sessões recomendadas, tudo depende da gravidade das manchas, do tipo de peeling químico aplicado, da profundidade do peeling e do tempo em que o químico fica em contacto com a pele.

No que se refere à profundidade do peeling químico, lembramos que quanto maior for a profundidade, melhores serão os resultados obtidos, porém, os cuidados a ter no pós-peeling e o tempo de recuperação também serão maiores.

Como funciona o Peeling Químico

O procedimento, que dura cerca de trinta minutos, é realizado no próprio consultório e consiste em um tratamento onde são aplicados ácidos sobre a pele.

A intenção é acelerar o processo de renovação celular a partir das camadas mais profundas da pele, ao mesmo tempo em que são eliminadas as camadas mais superficiais e ‘’envelhecidas’’.

Com isso, promove-se o crescimento de uma pele mais lisa e firme e origina-se uma pele mais clara e renovada.


0/5


(0 Reviews)

Indicações para o Peeling Químico

  • Rugas;
  • Acne ou cicatrizes de acne;
  • Pele danificada pelo sol;
  • Pigmentação irregular da pele;
  • Cicatrizes.
  • Melasma.

Pacientes que apresentem alguma doença de pele ou infecção ativa não devem ser submetidos ao peeling.


0/5


(0 Reviews)

Peeling Químico para marcas de acne

O ato de apertar e espremer cravos e espinhas deixam marcas no rosto, que são as cicatrizes de acne. Estas podem ser pequenos furinhos espalhados na testa, bochechas, lateral da face e no queixo, que não saem sozinhas, necessitando de tratamento específico.

O melhor tratamento para estes casos, é o peeling químico, uma vez que ele ajuda a retirar as camadas danificadas de pele, promovendo o crescimento de uma camada nova.


0/5


(0 Reviews)

Tipos de Peeling

Os peelings podem ser dos seguintes tipos:

Peeling químico superficial: este é o tipo mais simples, onde a camada mais externa da pele é removida. Ele é ideal para clarear manchas e tratar rugas mais finas.

Peeling químico médio: neste caso, são utilizados tipos de ácidos capazes de atingir até a camada média da pele, clareando manchas, tratando rugas finas e marcas de acnes superficiais.

Peeling químico profundo: são removidas as camadas de pele até o nível interno. Ele provoca a formação de muitas crostas e o pós-peeling exige um cuidado maior do paciente. Este tipo de peeling é recomendado para tratar cicatrizes profundas, rugas profundas e peles bem danificadas pelo sol.


0/5


(0 Reviews)

Sessões

Não existe um número de sessões recomendadas, tudo depende da gravidade das manchas, do tipo de peeling químico aplicado, da profundidade do peeling e do tempo em que o químico fica em contacto com a pele.

No que se refere à profundidade do peeling químico, lembramos que quanto maior for a profundidade, melhores serão os resultados obtidos, porém, os cuidados a ter no pós-peeling e o tempo de recuperação também serão maiores.


0/5


(0 Reviews)

Benefícios

O tratamento traz resultados visíveis logo após a primeira sessão. Além de promover o tão buscado rejuvenescimento facial melhorando visivelmente a aparência e textura da pele, ainda reduz a oleosidade, prevenindo o surgimento de cravos e espinhas. Também promove o aumento da produção de colágeno.


0/5


(0 Reviews)

Resultado

Os resultados do peeling químico podem ser vistos à partir da segunda sessão de tratamento, e nesse período é aconselhado o uso de um bom creme hidratante, com filtro solar, pois a pele fica muito sensível, avermelhada e com tendência a descamar.

Cuidados

Após o peeling, aposte no uso de sabonetes neutros nos primeiros dias depois do procedimento.
Além disso, evite a exposição ao sol sem proteção, dando preferência a protetores próprios para peles sensíveis. Qualquer produto que gere ardência deve ser removido imediatamente no período de sete a dez dias após o peeling.


0/5


(0 Reviews)

Benefícios

O tratamento traz resultados visíveis logo após a primeira sessão. Além de promover o tão buscado rejuvenescimento facial melhorando visivelmente a aparência e textura da pele, ainda reduz a oleosidade, prevenindo o surgimento de cravos e espinhas. Também promove o aumento da produção de colágeno.

Resultado

Os resultados do peeling químico podem ser vistos à partir da segunda sessão de tratamento, e nesse período é aconselhado o uso de um bom creme hidratante, com filtro solar, pois a pele fica muito sensível, avermelhada e com tendência a descamar.

Cuidados

Após o peeling, aposte no uso de sabonetes neutros nos primeiros dias depois do procedimento.
Além disso, evite a exposição ao sol sem proteção, dando preferência a protetores próprios para peles sensíveis. Qualquer produto que gere ardência deve ser removido imediatamente no período de sete a dez dias após o peeling.

FAQ

O Peeling podem ressaltar as linhas de expressões?

Não, o que pode acontecer é que logo após o peeling, quando a pele está ressecada e descascando, possa lhe dar está falsa impressão.

Os Peelings podem ter complicações?

Todo procedimento médico pode ter complicações. Essas serão minimizadas pela correta avaliação da pele e pela opção do tipo de peeling. Quanto mais profundo o peeling, maior risco de complicações como hiperpigmentação (manchas escuras), hipopigmentação (manchas claras), cicatrizes e infeção.

Os pacientes de pele escura ou orientais apresentam maior risco de complicações do que os de pele bem clara. A maior parte destas são totalmente reversíveis com tratamento adequado.

O que pode ser feito para evitar complicações?

A avaliação cuidadosa do tipo de pele e a escolha do peeling são fundamentais para se evitar complicações. Outras medidas como preparar a pele por 14 a 30 dias com cremes específicos, evitar o sol antes e depois também são fundamentais.

Existem contra-indicações ao Peeling químico?

Sim. Pacientes que apresentem alguma doença de pele ou infecção ativa não devem ser submetidos ao peeling. Nos casos de pacientes que tenham herpes inativa, devem ser previamente tratados com um medicamento antiviral (fanvir, aciclovir).

Pacientes que fizeram uso de medicamentos à base de isotretinoína (acutane, roacutan) no último ano também são contra-indicados.

Para informações de agenda, com quem posso entrar em contato?

Você pode entrar em contato pelos telefones que se encontram no site ou pelo e-mail na aba “CONTATO”.

Agende uma
consulta

Agende agora sua consulta

0/5 (0 Reviews)